Apresentação do Plano de Coleta Seletiva para 2018

01 Dezembro 2017

No dia 28 de novembro de 2017, pela manhã, estiveram reunidos no Clube Franciscano, o Comitê Municipal de Coordenação para Gestão de Resíduos Sólidos – CMCGRS, o Prefeito Municipal Carlos Albino Segabinazzi Martini, Secretários Municipais, Agentes de Saúde, Equipe Primeira Infância Melhor – PIM, Professores e Alunos da rede municipal e estadual de Ensino do Município, Equipe de coletores de Resíduos do município, juntamente com graduandas da Universidade Federal de Santa Maria – UFSM, que realizam o Projeto Renove Jr – Soluções Ambientais, voltado à questão dos Resíduos Sólidos.

A administração Municipal sabe da importância da realização da Coleta Seletiva no município e da necessidade de toda a população estar engajada nessa nova fase para a conscientização de um melhoramento ambiental, social e financeiro.

Em uma breve apresentação, foi lançada a cartilha com informações acerca da importância da implantação da Coleta Seletiva, dos prejuízos gerados caso não se dê a destinação correta aos resíduos, da maneira correta de segregar cada tipo de resíduo, de como aproveitar o resíduo orgânico através de composteiras individuais, e a entrega voluntária de materiais especiais, eletrônicos, de saúde e óleos em geral.

Os próximos passos serão de divulgação nas escolas do município, nas comunidades, e individualmente em cada casa através das Agentes Comunitárias de Saúde e funcionárias do PIM.

A efetiva implantação se dará em janeiro de 2018, sendo que, na cidade, os resíduos não recicláveis (rejeito) e o orgânico serão coletados nas segundas e quintas-feiras pela manhã; nas quartas-feiras será recolhido o resíduo reciclável; já no interior, os dias de coleta serão na primeira e terceira terças-feiras do mês, quando serão recolhidos todos os resíduos devidamente separados por embalagem.

A título de informação sobre o destino final dos resíduos sólidos: Todo o lixo produzido no município, hoje vai para um aterro sanitário em Santa Maria/RS. O município tem um gasto médio de R$ 12 mil reais/mês com a coleta, transporte e destinação final, sendo que, se conseguirmos diminuir o volume de resíduos produzido, haverá a diminuição no custo mensal, bem como os danos ao meio ambiente. Como solução imediata, a sugestão é que cada família aproveite os resíduos orgânicos (restos de alimentos, cascas de frutas e vegetais principalmente) em composteiras que promovem a transformação desses resíduos em adubo, e deixe de enviar esse “lixo bom” ao aterro. Outra informação importante é que nesse aterro sanitário existe um centro de triagem, ou seja, se separarmos o que pode ser reciclado ou reaproveitado (garrafas PET, embalagens tetra pak, vidros, papel limpo, metais, plásticos, etc.) do que é rejeito (papel higiênico, papel toalha, embalagens de carne, etc.), estaremos facilitando a separação desses materiais que serão transformados em novas embalagens, evitando assim a retirada de matéria prima do meio ambiente como árvores, metais, petróleo, etc.

O Comitê Municipal de Coordenação para Gestão de Resíduos Sólidos – CMCGRS sabe da dificuldade que será, tentar mudar hábitos e conceitos, mas conta com o apoio da Administração Municipal e de todos os Munícipes, afinal, esse projeto é para o bem de todos. Acreditamos nos 5Rs da sustentabilidade: Repensar: É muito importante repensar hábitos de consumo e descarte; Reduzir: Consumir menos produtos, dando preferência aos que tenham maior durabilidade; Recusar: Quando você recusa produtos que prejudicam a saúde e o meio ambiente está contribuindo para um mundo mais limpo. Reutilizar: Ao reutilizar, você estará ampliando a vida útil do produto, além de economizar na extração de matérias-primas virgens; e, Reciclar: Ao reciclar qualquer produto se reduz o consumo de água, energia e matéria-prima, além de gerar trabalho e renda para milhares de pessoas.

Galeria de Fotos
Apresentação do Plano de Coleta Seletiva para 2018 Apresentação do Plano de Coleta Seletiva para 2018 Apresentação do Plano de Coleta Seletiva para 2018 Apresentação do Plano de Coleta Seletiva para 2018